Pedágio

Caminhoneiro

Viagem

Notícias

Por que os caminhões tem pneus levantados?

Você já reparou que alguns caminhões possuem rodas que não encostam no chão? Com certeza, sim.

Agora, o questionamento: se elas não tocam no solo, será que elas realmente são necessárias?
Esse questionamento faz sentido, afinal, elas normalmente ficam no meio do veículo tranquilas enquanto os outros pneus são usados normalmente. Alguns podem pensar que são os pneus reservas para quando o caminhão precisar, mas isso não é bem verdade.

caminhãoNa verdade, eles fazem parte do chamado eixo de elevação ou o eixo suspenso. Se o motorista quiser, ele pode apertar o botão no painel que vai fazer essas rodas descerem até o solo e elas serão usadas normalmente. Mas não é só isso, simples assim: quanto mais eixos são colocados, mais peso um caminhão pode carregar. E isso parece ser ótimo, no entanto, quanto mais eixos um caminhão acaba usando durante um trajeto, menos manobrável ele será.

Resumidamente, o eixo de elevação ajuda a distribuir melhor o peso de uma carga muito pesada. Digamos que a pessoa quer levar uma carga que pesa X. Quando essas rodas são acionadas, ao invés da carga ser distribuída em, por exemplo, apenas três conjuntos, agora ela estará em cima de quatro e, ao levantar o eixo, quando ele não é mais necessário, como em uma rota de retorno, o motorista fica com um caminhão mais manobrável, que está desgastando menos aqueles conjunto de pneus.

Em alguns casos, até mesmo o consumo de combustível pode diminuir.

Esse assunto é tão sério que está presente em duas leis brasileiras, a Lei da Balança e a Lei do Caminhoneiro.

A primeira, a da balança, é responsável por impor limitações ao peso da carga do caminhão como forma de garantir que a direção do veículo não fique comprometida, e também para manter a preservação das pistas. É por isso que a fiscalização está sempre atenta para verificar se os caminhões não passaram do peso permitido. Caso o veículo não esteja de acordo com os padrões, o motorista pode acabar levando uma multa. Essa fiscalização também leva em conta o peso por eixo que avalia a divisão adequada da carga entre os eixos. Se o único eixo estiver com muito mais peso que os outros não só o desgaste nas rodovias será bem maior como o desgaste do próprio caminhão.

A má distribuição do peso pode danificar os rolamentos, frenagem, e muito em breve o dono do veículo terá que desembolsar algumas quantias para fazer mais e mais manutenções.

A propósito, aqui vai uma dica, não erga o eixo de elevação quando for sair de um atoleiro pois ao invés de ajudar a situação pode acabar se agravando. O peso deve ser distribuído conforme a quantidade de pneus em um eixo e a distância dele em relação aos outros. 

Já a Lei do Caminhoneiro determina que os caminhões não precisam pagar pedágio (referente aos eixos suspensos) quando estão viajando sem carga. 

VOCÊ SABIA?

O maior pneu de caminhão já fabricado possui 4,03 metros de diâmetro e 1,50 de largura, pesando mais de 5 toneladas. As empresas responsáveis pela criação são a Michelin e a Titan.

Assine nossa Newsletter!